Brasília - DF
16 de agosto de 2017
Divulgação

SOBRIEDADE = EQUILÍBRIO MENTAL

As pessoas racionais ao extremo normalmente vem de uma vida dita normal, com uma familia bem equacionada e que nao entendem as complexidades e subjetividades da mente humana, entao pra elas tudo e’ resolvido de maneira pratica e objetiva, porem quando se trata de coisas nao objetivas e sim subjetivas as coisas nao sao tao simples assim, por isso e’ comum ouvir piadas sobre pessoas bipolares, frases jocosas e outras tantas carregadas de preconceito.

Quando se luta contra a vamos assim chamr ausencia de sobriedade e’ preciso se compreender que nossos pensamentos sao nossos maiores e mais assombrosos inimigos, geralmente pensamentos sobre o passado e quando carregados de rancor ou autopunicao mais destrutivos o sao. O passado e’ tao inimigo que muitas vezes um cheiro, um lugar, um verso de uma cancao e tantas outras coisas disparam em nossa mente um gatilho destruitivo, que mina nossa de repente ainda fragil sobriedade.

Gostaria de colocar que pode-se muitas vezes estar a meses sem ingerir qualquer substancia que tire sobriedade e ainda assim inconcientemente nao se estar sobrio, voce que le esse ensaio deve entender que sobriedade e’ muito mais que ausencia de substancias, sobriedade e’ um estado de espirito.

Agora existem atitudes, certas posturas por nos adquiridas que nos ajudam nessa luta por sobriedade uma delas e’ nao nos colocarmos, como vitimas, nao reclamarmos da vida constantemente.

A questao da sobriedade que envolve a mente humana e’ tao complexa que fiolosofos do passado se opuseram no campo das ideias a esse respeito, como por exemplo Thomas Hobbes que dizia ser o homem mal em sua essencia, digamos em sua mente, ja um dos ‘icones do Iluminismo o fiosofo Jean Jaques Rousseau dizia que o homem nasce bom, com sua mente sa e a sociedade o degenera mentalmente.

Uma coisa importante devido a complexidade do assunto e’ compreender que nao se pode contar geralmente, raras e muito raras as excessoes com ninguem nessa desumana luta pela sobriedade diaria, sejam amigos ou familiares pois desconhecem a si mesmos quanto mais as ramificacoes cerebrais do outro. Entendamos que quando falo de falta de sobriedade deve- se ler:

Falta de sobreidade   =   Viver no automatico

Viver no automatico   =   Falr, pensar, sentir e agir sem raciocinio

Conmpreenda que normalmente atitudes que temos e que depois nos causam arrependimento ou remorsos foram tomada no automatico, ou seja sem pensar previamente, como por exemplo o inicio ou termino de um relacionamento, compras ou vendas, paavras ditas numa discussao e etc.

A sobriedade esta intimamente ligada ao nosso estado de humor, logo quando estamos desequilibrados nessa area ou comumente falando de mau humor, logo nossa sobriedade esta em risco.

Estar sobrio e’ estar equilibrado e equilibrio e’ uma linha tenue muito dificil de ser alcancada e mais ainda mantida nao e’ a toa que vemos pessoas fazendo de tudo pra alcancar equilibrio; meditando, buscando religioes, praticando esportes, procurando amores e tantas outras coisas que tem como finalidade o equilibrio, entenda =

SOBRIEDADE  =  EQUILIBRIO MENTAL

 

Alexandre Torres:

Licenciado em Filosofia
Técnico em Administração
Bacharel em Teologia
Mestre de Cerimônias
Jornalista

Proffisional em Comunicação Radio e TV

Comentarios