Brasília - DF
16 de agosto de 2017

É Natal

É Natal: – Ainda que o aniversariante não tenha nascido no dia 25 de Dezembro;
 
É Natal: – Ainda que o espirito que chamam de natalino dure apenas 24 horas ou no máximo 1 semana;
 
É Natal: – Ainda que a figura do papai noel criado pelo comercio se torna mais importante que o aniversariante do dia, bom ele não nasceu nesse dia mesmo;
 
É Natal: – Pena que os afetos e as palavras de amor e felicidades são momentâneas e não perduram, muitas vezes uma simples expressão da boca;
 
É Natal: – Mesmo que as famílias podendo se reunir varias vezes ao ano a maioria delas se reúnem nessa data…apenas nessa data, dando desculpas do tempo ou da distância; É Natal: – Mesmo que a expressão é feita por um presente comprado muitas vezes com o dinheiro que não tem, para poder ficar bem diante dos demais;
 
É Natal: – Até para aqueles que sofrem por não ter dinheiro para comprar presente para seus filhos e familiares, ou para a ceia, porque a sociedade e a mídia o faz pensar que isso É Natal;
 
É Natal: – Se percebe porque os programas apelativos usam a data pra se promoverem e aumentar seu ibope usando celebridades fantasiadas de papai noel dando presentes as crianças das comunidades, sim É Natal.
 
É Natal: – Mesmo sabendo que a mídia e o comercio levam as pessoas a comprarem…comprarem…e comprarem, endividando-se e consumindo coisas que nem sempre é necessário;
 
É Natal: – Os grandes comércios embora falam de crise, mas seus cofres e bolsos estão cheios do lucro ganho pelo marketing de incentivo ao consumo desnecessário;
 
É Natal:….. é….É Natal!

Amilton Farias:

Jornalista – Escritor – Conferencista Internacional – Profissional na Área de Comunicação – Conselheiro Estadual de Cultura do Paraná – Diretor Presidente do Projeto NewForLife – Porta Voz Geral da Rede Sustentabilidade no Estado do Paraná – Presidente do Centro de Direitos Humanos de Foz do Iguaçu – Secretario Geral do Nucleo ODS de Foz do Iguaçu

Comentarios
Comentarios